Nueva proclama) "Investimentos na modernização da Linha do Douro avançam", afirma IP, Infraestructuras de Portugal

El organismo público IP, Infraestructuras de Portugal, ha divulgado esta semana final de Junio una gran soflama... llena de buenas palabras e intenciones, basada en lo planeado ya hace tiempo, luego retrasado y que ahora se insiste que se va a hacer en la línea ferroviaria del Douro. Esta encendida proclama coincide con las noticias habidas estas fechas atrás, que nos hablan de nuevos retrasos a añadir a los ya habidos, en las obras en curso en la líneas ferroviarias del Oeste y Beira (hasta Guarda)...

Dice así lo proclamado por IP, Infraestructuras de Portugal :

Investimentos na modernização da Linha do Douro avançam

Ferrovia- Investimentos




Criação de uma infraestrutura ferroviária moderna, sustentável, mais segura e com maior capacidade ao serviço da mobilidade das populações da região.

No âmbito dos programas Ferrovia 2020 e PNI 2030, a Infraestruturas de Portugal está a desenvolver um conjunto de projetos que pretendem dotar a Linha do Douro dos mais modernos sistemas de controlo, comando e sinalização interoperáveis e de tração elétrica em toda a sua extensão, criando uma infraestrutura ferroviária moderna, mais segura, com maior capacidade e sustentável ao serviço da mobilidade das populações da região.

No decorrer do corrente mês, junho de 2024, tiveram lugar várias ações de relevo no desenvolvimento dos procedimentos em curso, designadamente o início da fase de estudos e projetos referente aos seguintes contratos:Linha do Douro – Eletrificação e modernização do troço Régua - Pocinho – Adaptação e substituição da Pontes Metálicas - Lote 1, 2 e 3: Com um valor contatual de 2,424 milhões de euros, foram este mês contratados e iniciados os estudos das soluções a implementar por forma a que as pontes metálicas do subtroço Régua / Pocinho possam suportar cargas rebocadas de 22,5 ton/eixo.
No que se refere à reabilitação e reabertura do troço Pocinho / Barca D’Alva, na primeira semana deste mês teve início o contrato para a elaboração do Estudo Prévio e Projeto de Execução com o valor contratual de 4,086 milhões de euros. Este investimento tem como objetivo a reabertura à exploração ferroviária deste troço da Linha do Douro.
Na semana passada teve lugar a abertura das propostas para o concurso designado Linha do Douro – Régua - Pocinho – Eletrificação e Modernização, um concurso lançado com um preço base de 7 milhões de euros, que visa o desenvolvimento dos estudos e projetos necessários à eletrificação e modernização das infraestruturas do subtroço Régua / Pocinho.

Além dos projetos já referidos, a modernização da Linha do Douro contempla igualmente a instalação de Sinalização eletrónica, incluindo o sistema de Controlo Automático de Velocidade/ ATP e Automatização de Passagens de Nível. Esta sinalização será compatível com o sistema ferroviário de interoperabilidade de comboios transeuropeu, bem como o sistema de telecomunicações GSM-R, que servirá de suporte às comunicações dos outros sistemas a instalar.

A Linha do Douro será também dotada de um sistema compatível com ERTMS (European Railway Traffic Management System) com ETCS de nível 2.

Ao nível das Estações e Apeadeiros, e em estreita articulação com o Operador, serão considerados cais de passageiros com 150m de comprimento e 0.76m de altura. No caso particular da Estação da Régua está previsto um cais com 200m de comprimento, possibilitando a sua utilização para o serviço intercidades.

O atual ponto de situação do desenvolvimento destes contratos é demonstrativo do total empenho da Infraestruturas de Portugal para que a realização dos investimentos previstos para a Linha do Douro, no âmbito do PNI 2030, sejam uma realidade até ao final da presente década.

A concretização deste vasto conjunto de intervenções irá assegurar aos utilizadores da Linha do Douro um serviço de transporte público mais eficiente, rápido, seguro e ambientalmente sustentável.