Montalegre : o comunitarismo moderno na Aldeia de Lobos

O comunitarismo moderno na Aldeia de Lobos

- Fafiao recebe o festival que tem identidade própria

O Festival Aldeia de Lobos, que chega a Fafiao, Montalegre, sempre no mês de julho, tornou-se um marco no calendário da região. Este evento tem como hino a rica história do lobo no território, um animal que, apesar de outrora temido e caçado, hoje é uma espécie protegida. Esta aldeia, situada no Parque Nacional Peneda-Gerês, desempenha um papel vincado na promoção do respeito pelo ambiente e pela biodiversidade.
A história do lobo na região é antiga. Durante séculos, foi visto como uma ameaça para os pastores e os seus rebanhos. No entanto, com o tempo, a percepção mudou. O lobo é agora considerado um símbolo da natureza selvagem e da necessidade de proteger a biodiversidade.
O festival surgiu como uma programação que inclui palestras, caminhadas guiadas, exposições e atividades educativas que visam sensibilizar a população local e os visitantes para a importância da preservação do lobo. A aldeia transforma-se num palco de atividades que promovem o respeito pela natureza e a valorização dos recursos endógenos.
E claro a música é ponto assente.
Ainda na senda da valorização de recursos, nasceu uma cerveja artesanal que homenageia o festival. Produzida com ingredientes da terra, esta cerveja simboliza a capacidade de transformar a singularidade da região numa mais-valia económica, atraindo visitantes e promovendo o turismo sustentável.
Júlio Marques, filho adotivo de Fafiao, é uma das figuras centrais na organização do festival. Apesar de não ter nascido na aldeia, a sua dedicação e amor pelo local fazem dele um verdadeiro membro da comunidade. Júlio exemplifica o espírito de inclusão e respeito que define a localidade.
O Festival Aldeia de Lobos é história, é natureza, é comunidade. Fafiao, ao abraçar a proteção do lobo e ao promover iniciativas que valorizam os recursos locais, transforma a sua idiossincrasia numa mais-valia.
A festa reforça a identidade cultural da aldeia e promove a sustentabilidade e a conservação da biodiversidade, com música e arte.
 
MJA
Radio Montalegre