BRT (Bus Rapid Transit) : Braga quiere que el Gobierno português no postergue el proyecto

El Gobierno português pretende dar largas (hasta el 2030) al servicio de BRT (Bus Rapid Transit) autobús eléctrico rápido y con carriles exclusivos que el Gobierno municipal de Braga quiere implantar en la ciudad. Ricardo Río, presidente de la Câmara Municipal de Braga, advierte al Gobierno que en los dineros de la bazooka europea, en los planes de recuperación, es donde debe encuadrarse el proyecto y no a más largo plazo...

Presidente da Câmara Municipal de Braga insiste em inclusão de projecto no PRR.
Ministra da Coesão Territorial garante BRT para Braga no Portugal 2030.

Reconhecendo tratar-se de um projecto essencial para a mobilidade urbana sustentável no concelho de Braga e para toda a região, a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, garantiu ontem, num debate tido com Ricardo Rio, na antena da TSF, que o projecto do BRT (Bus Rapid Transit) está já sinalizado como prioritário no próximo Quadro Comunitário PT 2030.

Para o autarca de Braga, Ricardo Rio, estas são “boas notícias”. Contudo, defende, este projecto “poderá e deverá arrancar num período temporal mais imediato, devendo constar desde já nas linhas de investimento previstas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”.

Ricardo Rio dirigiu, entretanto, uma missiva ao primeiro ministro, António Costa, defendendo a integração do projecto BRT não no quadro Comunitário PT 2030, mas no contexto dos projectos abrangidos pelo PRR, sendo este no entendimento do autarca de Braga o quadro financeiro mais adequado à implementação do BRT para Braga.
Na carta dirigida a António Costa pode ler-se que «importa reforçar a ideia do impacto transformador deste projecto ao nível da promoção de uma mobilidade urbana mais sustentável num dos centros urbanos mais dinâmicos do País, com capacidade de produzir efeitos muito relevantes na concretização das metas de descarbonização que o nosso País e a União Europeia perseguem, fortemente intrincadas nas orientações do PRR. Como antes referido, a inclusão do BRT de Braga no PRR, é, em si mesmo, um acto de promoção de um maior equilíbrio territorial no nosso País, desígnio que julgo ser também uma prioridade do Executivo a que preside», defendeu Ricardo Rio.

Leia mais em: bit.ly/38TdIPI


No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.