Carta del Braga a sus adeptos en un día de dar explicaciones... tras la "operación Paulinho"

Bom dia, Gverreiros!

Ambição é algo que não nos falta nem nunca faltará. Queremos ganhar todos os jogos, seja onde e contra quem for e somos unicamente movidos pela possibilidade de conquistarmos títulos. A fantástica resposta dada ontem pela equipa em Moreira de Cónegos é disso uma prova cabal. Personalidade, espírito coletivo, qualidade em todos os momentos do jogo e grande solidariedade. Família. É assim que nos denominamos e é assim que nos comportamos. Juntos. Sempre.

Se há algo que este período veio reforçar foi a enorme união que é já uma imagem de marca deste grupo. Continuamos focados no nosso caminho e extremamente confiantes de que há ainda muito para conquistar e muitas alegrias para viver.

E é cada vez mais unidos que iremos continuar, de forma a atingirmos os objetivos aos quais nos propusemos, os quais, ressalve-se, continuam ao nosso alcance. Porque só desta forma podemos ultrapassar os obstáculos que nos colocam à frente, muitos deles absolutamente inexplicáveis, como foi o caso da ausência das linhas de fora de jogo no golo (mal) anulado ontem ao Ricardo Horta, situação que motivou o Conselho de Arbitragem a assumir o erro grosseiro.


Este não é erro único esta época, já que frente ao Santa Clara (2ª jornada) e com o Belenenses SAD (9ª jornada), o SC Braga teve igualmente motivos de queixa de erros grosseiros e altamente penalizadores.

Na intransigente defesa dos interesses do nosso Clube e de todos os seus sócios e adeptos, o SC Braga resistiu até ao limite ao ataque que foi feito ao Paulinho nos últimos dias do mercado. Sim, esclareça-se o espaço temporal, porque até então nenhum clube tinha feito qualquer avanço ou proposta pelo jogador.

Face às contingências dos tempos de incerteza que vivemos, face à vontade há muito expressa pelo jogador e face aos valores envolvidos na transferência, era extremamente difícil - e, no final do dia, um possível erro de gestão administrativa e desportiva - impedir a realização do negócio nos termos e exigências impostas pelo SC Braga.

Reforçamos o nosso ataque com Andraz Sporar, um internacional esloveno há muito seguido pelo SC Braga, que já deu provas inequívocas de qualidade e que chega para acrescentar qualidade imediata à equipa, e ainda adicionamos à nossa defesa Cristián Borja, um internacional colombiano que vem para Braga para se afirmar como uma aposta firme no lote de opções às ordens do mister Carlos Carvalhal.

Poucos clubes no mundo poderiam, nos tempos que correm, virar a cara a um negócio desta dimensão. O SC Braga não é exceção.

Por último, uma nota para Iuri Medeiros. O azar bateu à porta do nosso camisola 45, mas Iuri é um Gverreiro de corpo e alma e, não temos dúvidas, irá voltar muito mais forte. Cá o esperamos, ansiosos por voltarmos a ver a magia que emana das suas jogadas tecnicamente acima da média e dos golos de profunda nota artística.





Abel Ruiz: O avançado do SC Braga está a viver o seu melhor momento no clube arsenalista. Com um golo e uma assistência foi a figura do jogo da Taça de Portugal frente ao Gil Vicente.

Diogo Fonseca: Completa o trio de centrais de luxo dos Sub-23. Ao lado de Zé Pedro e Guilherme, Diogo Fonseca tem estado irrepreensível na defesa do conjunto liderado por Artur Jorge.

Rodrigo Gomes: A figura do momento da formação arsenalista. O avançado fez dois golos e atirou duas bolas ao ferro na Madeira ao serviço dos Sub-23. Que exibição do craque de 17 anos!

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.