El análisis del profesor Costa al gran momento que vive el Sporting de Braga

Carlos Carvalhal, entrenador de éxitos reconocidos... - 

Como cada semana, vamos adelante con el análisis del profesor António Costa a la actualidad del Sporting de Braga... Dice así : 

Minho intenso

O

O Minho está bem representado na primeira liga. Esta visão geográfica é uma simpatia minha, porque na verdade é o distrito de Braga que tem cinco clubes no escalão principal. É caso para dizer que há um Minho intenso no futebol atual e que até pode reforçar essa influência no maior patamar do futebol luso na próxima temporada. É por isso que ao longo da época os dérbis minhotos são bastantes, mas há um que se destaca desde logo, sempre que estamos na presença de um duelo entre SC Braga e Vitória SC, seja onde for.

Ainda a saborear o verdadeiro vira minhoto observado no Dragão, que valeu o apuramento para a final da taça de Portugal, mesmo que o resultado nunca tivesse sido virado de facto, devido ao avanço inicial no marcador por parte dos Gverreiros do Minho, que chegaram a ameaçar os portistas com um escândalo, a equipa de Carlos Carvalhal recebeu o vizinho e rival ancestral proveniente de Guimarães. Mas as bancadas despidas não ajudavam à festa, pois nem sempre o despido significa melhor.

O SC Braga venceu e, dessa forma, regressou ao segundo lugar, perdido para o Porto, que jogara três dias antes e vencera em Barcelos, um frágil Gil Vicente, que deixou apreensivos os seus responsáveis. Curiosamente, os arsenalistas nem precisaram de fazer um grande jogo para ganhar por 3-0, ficando a escassos 62 cm de uma goleada épica de 5-0, pois foi essa a distância que anulou outros dois golos bracarenses. Abel Ruiz voltou a ser o nome maior do encontro e mostrou, aos mais céticos, que o seu potencial é imenso e que o seu crescimento pode ajudar bastante nos êxitos da equipa. Mas, sendo um miúdo, o espanhol que se formou em Barcelona precisa do carinho e do apoio de todos, para que possa continuar a mostrar que futuramente poderá ser uma referência de sucesso. Há outros jogadores em grande forma, mas por hoje destaco este, uma vez mais, e deixo uma palavra para a exibição segura e competente do menino Bruno Rodrigues, chamado novamente a jogar com os mais velhos.

A liga prossegue e pela frente surge novo dérbi, frente ao Famalicão. Ora, depois de uma época estrondosa, após a subida ao primeiro escalão, os famalicenses andam na parte baixa da tabela classificativa e já vão no terceiro treinador da época, numa onda de célere mudança, mais rápida do que o “famoso” ato de mudar de camisa. Espero que os “meus” jogadores sejam bravos Gverreiros e lutem pela vitória como se fosse o último jogo da época, visto que se assim for a qualidade e a eficácia farão o resto.

Fora dos relvados, Carlos Carvalhal viu Ruben Amorim ser eleito o melhor treinador do mês de fevereiro, quedando-se pelo segundo lugar. O vencedor obteve 36,6 porcento da votação e o treinador bracarense ficou pelos modestos 30,07 porcento, do total de votos dos treinadores do escalão principal. Como braguista, considero bastante injusta a distinção, uma vez que os números da liga entre os dois treinadores foram os mesmos (cinco vitórias e um empate), sendo que esta era a única competição em que os dois estiveram envolvidos em simultâneo, uma vez que, dos dois, só Carlos Carvalhal competiu na Taça de Portugal e na Liga Europa nesse mês. Talvez a distinção seja um prémio de consolação para o processo que envolve o treinador leonino e que o pode levar a um castigo pesado. Mas, pensando bem e porque estamos em Portugal, o castigo deve ser uma ameaça que nunca passará disso mesmo.

Carlos Carvalhal tem o reconhecimento da maioria dos braguistas, o que é um prémio que não tem preço, mesmo descontando alguns que após um desaire pensam logo que o mundo vai acabar e a culpa é, por certo, do treinador dos Gverreiros do Minho.







Um artigo do professor António Costa,
comentarista e sócio do Sporting Clube de Braga.
"O sítio dos Gverreiros” é uma coluna de opinião de assuntos relativos ao SC Braga, na perspetiva de um olhar de adepto braguista, com o sentido crítico necessário, em busca de uma verdade externa ao sistema. Cada semana no ZeroZero

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.