"Los Verdes" plantean en la Asamblea de la República mejorar toda la Linha do Douro y conectar con España


Primero, mejorar hasta Pocinho. Luego, llegar hasta Salamanca. Y en el futuro reabrir los corredores ferroviarios cerrados al norte de la Linha do Douro...

El partido de los Verdes ha planteado este fin de semana en Portugal la propuesta al Gobierno para mejorar urgentemente la Linha do Douro en su tramo final, de Regua a Pocinho. Pero no se ha quedado ahí, plantea algo menos posible ahora mismo : reabrir las viejas líneas de vía estrecha que fueron cerradas en su momento, como la del Tua, apostando si fuere menester por una reconversión en vía ancha, de modo que Bragança y Mirandela acaben por volver a estar unidas a la actual Linha do Douro.

O Partido Ecologista "Os verdes" (PEV) recomenda ao Governo que garanta o "mais rápido possível" a modernização da Linha Ferroviária do Douro até ao Pocinho e que contacte Espanha para a reabertura da ligação internacional a Salamanca.

O PEV entregou na Assembleia da República o projeto de resolução nº. 986/XIV/2ª, assinado pelos deputados Mariana Silva e José Luís Ferreira, que defende a Linha Ferroviária do Douro e a reativação dos seus ramais.

No documento, a que a agência Lusa teve acesso, “Os Verdes” recomendam ao Governo que garanta o “mais rápido possível" a concretização da empreitada de modernização da Linha do Douro até ao Pocinho e que garanta também que, nessas empreitadas, seja integrada uma avaliação da segurança dos pilares da ponte ferroviária que se situam na foz do rio Tua, através de vistoria submarina.

O partido defende que o Governo deve também planear e programar a reabilitação e reabertura dos ramais das linhas do Corgo e do Tâmega e garanta “a integralidade dos tabuleiros e dos corredores ferroviários”, e avalie ainda “a reabilitação e reativação do ramal do Sabor, com as devidas e necessárias readaptações”.

Quanto à Linha do Tua, recomenda que deve ser planeada “uma solução para voltar a ligar Mirandela e Bragança pela ferrovia à Linha do Douro".

O PEV quer ainda que, no concurso que está a ser lançado para aquisição de novo material circulante, esteja garantido o material de tração elétrica adequada à oferta nas diversas secções da Linha do Douro.

E, por fim, recomenda que sejam concretizados contactos com o governo espanhol e com o governo regional de Castela e León para a reabertura da ligação ferroviária internacional a Salamanca e à sua continuidade para o centro da Europa.

A ligação internacional foi encerrada a 01 de janeiro de 1985 e o lanço entre Pocinho e Barca d´Alva fechou em 18 de outubro de 1988.

O partido justificou que, com a apresentação deste projeto de resolução, pretende reafirmar a “importância da Linha do Douro e dos seus ramais para o desenvolvimento da região, garantindo a mobilidade das populações, das mercadorias e não só dos turistas”.

“Pretendemos reafirmar a urgência da sua modernização e da reativação do troço Pocinho a Barca D’Alva abrindo portas à retoma do serviço internacional”, frisou.

"Os Verdes" acreditam que, passado mais de um século, a Linha do Douro está a reassumir nova relevância, na região, tanto numa perspetiva histórica, como económica, com a classificação, em 2001, do Alto Douro Vinhateiro (ADV) como Património da Humanidade, pela UNESCO.

“Não só porque a Linha do Douro é um elemento integrante desta paisagem vinhateira classificada, mas também porque é um dos meios de transporte preferenciais, a par com os barcos, para a visitação da mesma”, salientou o partido.

O PEV lembrou que nos últimos anos tem mantido esta linha na agenda política através de iniciativas parlamentes e no terreno, junto das populações e de entidades publicas e privadas da região.

“E é importante relembrar que o Estado Português tem obrigações na preservação da Linha do Douro e dos seus ramais, decorrentes dos compromissos assumidos com a UNESCO, no quadro da classificação do ADV", frisou.


Ferrobús español y otro tren portugués en los andenes de la estación de Barca D'Alva, cuando esta funcionaba; hoy está en deploraba estado. ( Fotografía de Martin Dieterich

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.