La región del Douro acoge este año las celebraciones del Día de Portugal

RBTRIBUNA 

A cidade do Peso da Régua últimou os preparativos para as comemorações oficiais do Dia de Portugal, que vão promover o Douro e espalhar a música das Forças Armadas pelo território, disse esta sexta-feira anterior o presidente do município.

Peso da Régua e o Douro são palco das comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas e as iniciativas no território arrancam na segunda-feira e prolongam-se até domingo. A celebração estende-se, depois, para a África do Sul.

O presidente da Câmara da Régua, José Manuel Gonçalves, disse à agência Lusa que a celebração do Dia de Portugal vai contribuir para que 2023 seja um ano de afirmação do Douro, do território e dos seus vinhos.

A Presidência da República justificou a escolha, referindo que o Douro, Património da Humanidade desde 2001, é a Capital Europeia do Vinho em 2023, designando também o enólogo João Nicolau de Almeida como presidente da comissão organizadora.

“Um dos eixos que temos muito focado no âmbito da Cidade Europeia dos Vinhos é a promoção. É evidente que, quando o senhor Presidente da República nomeou o Douro para as cerimónias do 10 de junho, acaba por contribuir também para essa promoção”, salientou o autarca.

Esta é, acrescentou, uma oportunidade para dar visibilidade à região quer a nível nacional quer no exterior, salientando que se pretende promover o Douro nas comunidades portuguesas, mas também “cada vez mais pelo mundo inteiro”.

“E convidámos o mundo a vir aqui, ao Douro, para entranhar-se naquilo que é a dificuldade de produzir nesta região e aliar a paisagem, o património, a cultura, aos vinhos e gastronomia”, referiu.

De acordo com o programa oficial, até domingo decorre uma exposição de meios e iniciativas das Forças Armadas, na zona ribeirinha da cidade, que vão envolver alunos das escolas da região e a população em geral.

Na terça-feira, a Banda da Armada atua na Sé Catedral de Vila Real, no dia a seguir é a vez da Banda Sinfónica do Exército atuar na Basílica Menor de Nossa Senhora da Assunção, em Torre de Moncorvo, e na quinta-feira, a Banda da Força Aérea dá um concerto no Mosteiro de São João de Tarouca.

José Manuel Gonçalves referiu que esta iniciativa visa também promover o património cultural e religioso deste território.

O dia 9 começa com o hastear da bandeira nacional, seguindo-se uma animação cultural representativa da Comunidade Intermunicipal do Douro, que agrega 19 municípios durienses, e um concerto, a bordo de um barco atracado ao cais da Régua, pela Orquestra Ligeira do Exército.

No dia 10 de junho, a cerimónia militar decorre na Avenida do Douro.

Ao final da tarde desse dia poder-se-á assistir ao arriar da bandeira nacional e a um concerto pela Banda Conjunta das Forças Armadas, no auditório municipal da Régua.

A comitiva do Presidente da República segue, depois, para África do Sul.

Devido às comemorações do Dia de Portugal, o município criou uma rede de transportes públicos para colmatar as limitações impostas à circulação de trânsito na cidade e seis parques de estacionamento para dar resposta às necessidades.

É que será necessário impor limitações em algumas artérias da cidade, a nível de estacionamento e circulação, pelo que a câmara vai colocar ao dispor da população uma rede de transportes públicos, entre os dias 8 e 10 de junho.

Nesses dias, os transportes funcionarão entre as 8h00 e as 24h00 e o espaçamento entre autocarros será, aproximadamente, de 10 minutos.

“Esta rede de transportes já era um projeto que estávamos a desenvolver, já tínhamos circuitos definidos e é uma pretensão que temos de, ainda durante neste mandato, colocá-la em funcionamento e vamos fazer o primeiro teste com o 10 de Junho, facilitando, dessa forma a circulação para quem está na cidade e para quem nos vem visitar”, referiu José Manuel Gonçalves.