Braga ) La Covid no entierra los sentimientos ) Magna exposição de Fotografia “Semana Santa Imaterial”


Proposta das Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

Como cenário preferencial da vivência da Paixão de Jesus Cristo, Braga oferece-nos um dos mais vastos e oportunos repositórios de manifestações associadas à Semana Santa e à celebração pascal.
Celebrações enraizadas na comunidade desde que o Cristianismo aqui se implantou, acabou por obter um particular desenvolvimento através do papel dos seus arcebispos, ordens religiosas e corporações seculares, salientando-se as iniciativas do Arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus no final do século XVI. A partir de 1933, com a criação da Comissão da Semana Santa, verificou-se um especial incremento das dinâmicas associadas.

Não são apenas as seculares procissões dos Passos e do Senhor Ecce Homo, completadas nas últimas décadas pela Procissão do Enterro (1933) e pela Procissão da Burrinha (1998), que perfazem a imponência da quadra. As ruas vestem-se de roxo e perfumam-se de incenso, tal como os principais templos que continuam a centralizar o exercício de práticas seculares. Na Sé Primaz decorrem as principais celebrações segundo o pendor de um costume litúrgico que reivindica identidade. Nos Congregados desprendem-se as espadas da imagem da Senhora das Dores, pioneira desta devoção em Portugal e propulsora de um peculiar exercício devocional. Em sete igrejas se adora o sepulcro do Senhor, num desafio à contemplação da mais tenebrosa contingência da existência humana. E no domingo estala a alegria! As campainhas ouvem-se ao longe. Os foguetes estalam no ar. As portas das casas abrem-se e exibem a abundância primaveril. O Senhor ressuscitou!.

Esta mostra documental e iconográfica pretende explorar os principais elementos identitários das solenidades bracarenses da Quaresma e da Semana Santa. Trata-se de um resumo da proposta ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, apresentada em janeiro de 2016, e atualmente em análise, junto da Direção Geral do Património Cultural, que visa o reconhecimento da Semana Santa de Braga como exemplar de relevo no âmbito desta tipologia patrimonial.

FICHA TÉCNICA
Organização: Câmara Municipal de Braga
Parceria: Comissão da Quaresma e Semana Santa de Braga, Irmandade de Santa Cruz, Paróquia e Junta de Freguesia de São Victor, Misericórdia de Braga, Entidade de Turismo do Porto e Norte e Cabido da Sé de Braga.
Coordenação: Rui Ferreira
Execução: Divisão de Cultura
Grafismo: Alexandre Fernandes
Apoio: ASPA, Arquivo Municipal de Lisboa, Paróquia de São Lázaro, Biblioteca Pública de Braga, Felicidade Noivas.
Fotos : Arquivo Aliança/ Museu da Imagem/ Câmara Municipal de Braga, Fototeca do Museu Nogueira da Silva/UM, ASPA (Associação para a Defesa, Estudo eDivulgação do Património Cultural e Natural), Arquivo Municipal de Lisboa, Coleção Artur Pastor, Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga/WAPA.

Veamos ahora algunas de las imágenes de esta magna exposición que Braga promueve sobre su Semana Santa. Nuestro agradecimiento a la cortesía de la Câmara Municipal de Braga.





































No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.