Valença do Minho tiene una de las mayores colecciones de radios de Portugal



No Arquivo Municipal de Valença está patente uma das maiores e mais prestigiadas coleções de rádios antigos de Portugal, a coleção Savá.

Dos 483 rádios da coleção Savá, todos a funcionar, 134 podem atualmente ser apreciados, numa exposição permanente, numa das salas do Arquivo Municipal (temporariamente encerrada devido à covid19).
Na evocação do Dia Mundial da Rádio o Município de Valença congratula-se pela paixão com que o valenciano Sansão Vaz foi guardando e preservando um espólio deveras singular.
Esta exposição mergulha o visitante no imaginário da rádio antiga, das válvulas, dos botões cromados, do som da radiofonia, de design´s retro, das velhas grafonolas. Um convite irresistível para os nostálgicos da rádio descobrirem aparelhos tipo cofre, capela e portáteis, das décadas de 20 a 60, do século passado.
Da Holanda à Alemanha, do Canadá aos Estados Unidos da América, do Japão ao Brasil e tantos outros, é possível encontrar aparelhos que colocaram o mundo a comunicar em tantas línguas e lugares.
A coleção de Sansão Vaz tem aparelhos que vão de 1928 até à década de 60, com marcas como a Phillips, RCA, His Master's Voice, Marconi, Telefunken, Siemens, Roberts Radio, Ultra, Viking, entre outras.
Pela curiosidade, até não faltam três exemplares alemães, do tempo do nazismo, chamados rádios "Mordaça" por só emitirem em áreas restritas deste país.
Sansão Vaz foi uma figura valenciana emblemática que todos associavam ao mundo da rádio e das antigas cabines de som das festas e romarias. Do passatempo nasceu uma paixão, de alguns chegou a 483 aparelhos. Até aos últimos dias de vida Sansão Vaz zelava por estas preciosidades com toda a paixão, fazendo questão de os manter todos a funcionar.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.