"Presidenciais". Confinados vão votar na soleira da porta

¿Cómo viene el día, como viene informativamente hablando la jornada?. Se lo preguntamos, en el caso de Portugal, siempre a la Redacción del Jornal de Noticias, que nos suele enviar sus interesantes propuestas que, luego, trasladamos a ustedes, para que puedan acceder a ellas si lo desean.



Pandemia
Confinados vão votar na soleira da porta


Suplemento JN
A "Evasões" desta semana fez uma seleção de espumantes para brilhar na sua mesa


Premium
Infetados com covid-19 são três vezes mais do que o número oficial


Polémica
Humor negro de Rui Rio cria revolta no PSD


N15
Lusodescendente de 15 anos morre em acidente contra trator no Luxemburgo


Pandemia
Teste português à covid-19 deteta vírus na saliva em 30 minutos


Premium
Padre gastou mais de 10 mil euros da conta da paróquia


Conteúdo Patrocinado
A origem de um produto que mais do que gastronomia, é cultura

A não perder
Estas são as restrições em vigor no Natal e Ano Novo



Manuel Molinos
Travão ao Ano Novo e às orientações ridículas

Faz todo o sentido a mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa escrita ontem no site da Presidência da República a propósito de mais uma renovação do estado de emergência. "Ou celebramos o Natal com bom senso, maturidade cívica e justa contenção ou janeiro conhecerá, inevitavelmente, o agravamento da pandemia". O recado é simples. É claro. As famílias não precisam de criatividades. Nem de insólitas sugestões que incluem "visitas rápidas de familiares no quintal", troca de presentes "como compotas", ceia celebrada ao pequeno-almoço ou ao almoço da véspera e videochamadas com os avós. Caricatas, mas levadas a sério pela DGS quando proferidas pelo subdiretor-geral da Saúde, Rui Portugal.



Covid-19
UEFA cancela Europeus de sub-17 masculino e feminino

Premium
Benfica já definiu que Gedson volta à casa de partida em janeiro

Futebol
Carvalhal: "Estou muito satisfeito com a equipa"



No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.