Tensión em Braga. El hospital público prescinde de 86 enfermeros en plena pandemia

"RIAS BAIXAS TRIBUNA" es una web que funciona sin ánimo de lucro alguno.  Es de agradecer el interés que muestras por esta opción....

"RIAS BAIXAS TRIBUNA" es una web que funciona sin ánimo de lucro alguno. Es de agradecer el interés que muestras por esta opción...


Días tensos en el Hospital público central de Braga. El Sindicato de Enfermería de Portugal (SEP) envió una carta a la ministra de Salud, donde exige contratos definitivos para las enfermeras y enfermeros contratadas temporalmente en el Hospital de Braga. En juego están los trabajos de 86 sanitarios que empezaron a recibir cartas de despido, en medio de la segunda oleada de la pandemia y tras cumplir dos contratos temporales de cuatro meses de trabajo a plazo fijo.

“O inqualificável despedimento de enfermeiros demonstra, como sempre denunciámos, que os contratos precários não são solução”, defende o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) numa carta enviada à ministra da Saúde sobre o “despedimento” de 86 enfermeiros. Presidente do SEP, José Carlos Martins, alerta que “nem este é o tempo para contar ‘espingardas’ e muito menos fazer depender prestações de cuidados com segurança por causa do ‘mapa de excell’ e do que ele ditará em termos de despesa fixa daqui a alguns meses”.

Informa o Jornal Económico na noite desta segunda-feira que a carta a Marta Temido foi enviada após a Ordem dos Enfermeiros ter alertado na sexta-feira passada para o despedimento de profissionais de enfermagem, cujo contrato terminaria no fim do mês, no Hospital de Braga. A situação foi denunciada por enfermeiros que começaram a receber cartas de rescisão, após terem cumprido dois contratos de quatro meses de trabalho a prazo. A líder da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, já considerou ser inadmissível que o Hospital de Braga esteja a notificar e a anunciar despedimentos de enfermeiros com oito meses de experiência de cuidados intensivos. Uma situação que está a ocorrer, diz, em plena segunda vaga da pandemia, com todos os serviços de Saúde do país sob pressão e com dificuldades em contratar enfermeiros, “como já é admitido pelas próprias autoridades”.
Na carta enviada a Marta Temido, no final da semana passada, José Carlos Martins reitera as exigências do sindicato, dando conta de que o SEP teve conhecimento que a administração do hospital de Braga pretende “despedir” 86 enfermeiros.

“Caso nada seja feito pelo conhecimento factual do que pensam e sentem os enfermeiros, não temos dúvidas que se agravará o sentimento que já têm de serem ‘descartáveis’”, alerta o SEP na carta, onde reivindica: “por isso, é exigível que estes enfermeiros se mantenham a exercer funções no Hospital de Braga e os seus contratos a termo sejam reconvertidos em contratos sem termo”.

O SEP explica que todos estes enfermeiros foram admitidos em março, no âmbito das necessárias respostas à situação pandémica, tendo celebrado um contrato de trabalho a termo certo, com a duração de quatro meses. Após a primeira renovação do contrato, agora, em novembro, seria efetuada a segunda renovação.
O SEP prossegue que “inadmissivelmente”, a administração daquele hospital notificou todos estes enfermeiros da cessação dos seus contratos, “a não ser que o Hospital de Braga obtenha autorização expressa para alteração do vínculo para contrato sem termo”.

“Ora, nos termos do Decreto Lei nº 89/2020 de 16 de outubro, é possível converter estes contratos a termo certo em contratos sem termo. Sendo certa a referência ao estabelecimento de 912 contratos sem termo, como limite em termos nacionais (o que sempre mereceu a nossa oposição), o referido diploma consagra que poderão ser autorizadas mais conversões por V. Exa. desde que fundamentada a necessidade pelo órgão máximo de gestão do hospital; os trabalhadores exerçam funções correspondentes a necessidades permanentes; existam lugares vagos no mapa de pessoal; se tenham verificado o número máximo de renovações contratuais legalmente permitidas”, sustenta o SEP na carta enviada à governante.

Para o SEP, relativamente ao número de renovações não subsistem quaisquer dúvidas quanto à necessidade de estarem os enfermeiros a fazer face a necessidades permanentes, salvo, diz, “melhor e fundamentada opinião”. Já quanto à existência de lugares vagos no mapa de pessoal, o sindicato destaca que “nem este é o tempo para contar ‘espingardas’ e muito menos fazer depender prestações de cuidados com segurança por causa do ‘mapa de excell’ e do que ele ditará em termos de despesa fixa daqui a alguns meses”, concluindo que “ou a vida das pessoas, incluindo as dos profissionais, contam ou não!”.

Segundo o SEP, a gestão dos mapas de pessoal deverá ser da responsabilidade das administrações, tendo em conta que são estas que sabem, pela proximidade e pelos seus instrumentos de gestão, as suas necessidades.
“Já não estamos na fase 1 da pandemia. Apesar da disponibilidade e da forma responsável como os enfermeiros responderam ao apelo, permitindo-lhes estar sempre presentes, o cansaço acumula-se e, mais grave, o sentimento generalizado que por muito que deem de si isso não é valorizado, e aprofunda-se”, alerta, sinalizando a Marta Temido que “vários foram já os enfermeiros” que, tendo sido admitidos com este regime de contrato a termo de quatro meses, saíram antes do fim do contrato porque lhes foi proposto um outro, em hospitais privados e até com salários mais baixos, informa o Jornal Económico.

Hospital público central de Braga






 

RÍAS BAIXAS TRIBUNA es una web de información, análisis, divulgación y crítica, contemplada en un planteamiento totalmente ajeno a lo comercial. El autor de RÍAS BAIXAS TRIBUNA no contrata publicidad alguna, ni tampoco recibe dinero alguno por la labor que realiza, lo que resulta suficientemente explicado en notas a pié de página de este site.
Salvo aquellos en donde hay referencia a sus autores o cita expresa con la firma de los mismos, todos los trabajos publicados en la web corresponden a la autoría directa del autor-director-editor de este site, o bien a hacerse eco -en todo o en parte- de informaciones, ideas, opiniones, imágenes y notas de prensa emitidas por terceros.
Sea como fuere : las opiniones vertidas en RÍAS BAIXAS TRIBUNA son de exclusiva responsabilidad de quienes las emiten y no representan, necesariamente, el pensamiento de esta publicación, por lo que el autor de esta web no se hace responsable -salvo aquellas que le son propias- de las ideas, datos, imágenes y opiniones de otros aquí reflejadas.
Nombre

-A EURORREGIÂO,232,-CORTOS Y DIRECTOS,27,-EL OCIO-TURISMO,51,-FRONTERAS,55,-LA CULTURA,64,-LA EURORREGIÓN,209,-LA VIDA,154,-Las Cosas de la Vida,2,-LAS OPINIONES,55,-LAS PERSONAS,60,-LOS DEPORTES,141,-m,1,-MAIS PORTUGAL,96,-MÁS ESPAÑA,64,-Ocio/Deportes/Espectáculos,1,-PORTADA,104,-PORTADA),266,-Y ADEMÁS...,89,+ GALICIA,1,1-EURORREGIÓN,330,10-OCIO-ESPECTACULOS,35,11-PORTUGAL TAMBIÉN,89,12-ESPAÑA TAMBIÉN,42,13-MÁS DE PORTADA,8,2-GALICIA,108,3-PORTUGAL,41,4-LAS COSAS DE LA VIDA,251,5 ASUNTOS DE PORTADA EN RÍAS BAIXAS TRIBUNA,470,5-OPINIÓN,82,6-OCIO-DEPORTES-ESPECTÁCULOS,157,7-MÁS EURORREGIÓN,151,8-EL ÚLTIMO PARTE,48,CAJÓN DE SASTRE,283,CORONAVIRUS,74,CORTOS Y LARGOS,6,CULTURA Y ESPECTÁCULOS,19,DEPORTES,311,EL ÚLTIMO PARTE,27,ESPAÑA,295,ESTAS TIERRAS Y ESTAS GENTES,12,EURORREGIÂO,16,EURORREGIÓN,35,EURORREXIÓN,39,FERROCARRIL,239,GALICIA,1125,GALICIA SUR,127,INTERNACIONAL,73,LAS COSAS DE LA VIDA,583,LOS DEPORTES,16,MAIS PORTUGAL,23,MÁS ESPAÑA,8,MÁS GALICIA,186,MASS-MEDIA,474,Medios de Comunicación,6,OCIO,173,OCIO-ESPECTÁCULOS,149,OCIO-TURISMO,219,OPINION,127,Opinión,8,OTRA PORTADA,10,PIE DE FOTO,13,PONTEVEDRA,190,PORTADA,39,PORTUGAL,573,PORTUGAL NORTE,67,PROVINCIA,617,PUNTOS DE VISTA,16,REPORTAJES,2,REPORTAJES-ARTÍCULOS,44,RETRATOS,81,SPORTING DE BRAGA,154,TAUROMAQUIA,138,VIAJES,3,VIGO,284,
ltr
item
RÍAS BAIXAS TRIBUNA: Tensión em Braga. El hospital público prescinde de 86 enfermeros en plena pandemia
Tensión em Braga. El hospital público prescinde de 86 enfermeros en plena pandemia
https://1.bp.blogspot.com/-YGYciv_i_T8/X6nPXRBYGpI/AAAAAAAA1-A/4mfFwMJd8vgCLfmrM5Hm0FpCpgZL03kwQCLcBGAsYHQ/s16000/Captura%2Bde%2Bpantalla%2B2020-11-09%2Ba%2Blas%2B23.22.30.png
https://1.bp.blogspot.com/-YGYciv_i_T8/X6nPXRBYGpI/AAAAAAAA1-A/4mfFwMJd8vgCLfmrM5Hm0FpCpgZL03kwQCLcBGAsYHQ/s72-c/Captura%2Bde%2Bpantalla%2B2020-11-09%2Ba%2Blas%2B23.22.30.png
RÍAS BAIXAS TRIBUNA
https://www.riasbaixastribuna.com/2020/11/tension-em-braga-el-hospital-publico.html
https://www.riasbaixastribuna.com/
https://www.riasbaixastribuna.com/
https://www.riasbaixastribuna.com/2020/11/tension-em-braga-el-hospital-publico.html
true
1496149115088572514
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content