Elocuentes apoyos al prof. António Cunha para presidente de la "Comissão de Coordenação da Região Norte"

Parece que la candidatura del profesor António Cunha, ex rector de la Universidad del Minho, para presidente de la Comisión de Coordinación y Desarrollo de la Región Norte de Portugal no para de ganar apoyos públicamente. Su proclamación inminente como líder de la CCDR-N será así con un gran consenso social y político. 

Tras el respaldo mostrado días atrás por el presidente de la Câmara de Braga (PSD), surge ahora el del socialista y presidente de la Câmara de Viana do Castelo. José María Costa acaba de decir en el "Correio do Minho" lo siguiente :

"Escrevi recentemente que as futuras funções da Comissão de Coordenação da Região Norte no atual contexto nacional e europeu podem ser de extraordinária importância para a coordenação e cooperação interinstitucional num contexto complexo de crise económica e social pós covid19. 
Hoje, na posse de mais informação e desenvolvimento dos programas de Recuperação e Resiliência Económica, diria que a Região Norte tem pela frente enormes desafios para os próximos tempos. 
Neste momento somos todos convocados, atores públicos e privados, a participar na construção de uma estratégia regional que seja inovadora, sustentável e inclusiva de todos os territórios. 
Estamos num tempo em que a concertação e cooperação são mais necessários para a definição conjunta dos grandes objetivos de desenvolvimento da Região Norte e da cooperação com as regiões Centro de Portugal, Galiza e Castela-Leão de Espanha. 
Estou convicto que o Prof. António Cunha pode desempenhar um papel importante neste concerto interinstitucional, mobilizando o conhecimento das Universidades e Institutos Politécnicos, dos empresários, dos homens da cultura e, naturalmente, dos autarcas. 
Neste processo de descentralização regional que está a dar os primeiros passos, seria oportuno que o governo desse também um sinal claro desta aposta política e desta co-responsabilização na gestão dos destinos da região, reforçando financeiramente os futuros Programas Operacionais Regionais, dotando- os de mais autonomia de gestão e mais robustez financeira. 
Nunca como agora, o conhecimento e a inovação foram tão necessários para oxigenar a atividade empresarial e a internacionalização das pequenas e médias empresas que constituem o perfil empresarial da região Norte. 
Por todas estas razões, o perfil do Prof. António Cunha assenta bem nas funções de Presidente da CCDR Norte, pois o seu percurso académico e de gestor universitário tem uma marca bem traçada nestes domínios, com natural reflexo na visibilidade da Universidade do Minho, não só no meio académico como no meio empresarial".

Outubro 2018 : o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, atribuiu a Grã-Cruz da
Ordem da Instrução Pública ao ex-reitor 
da Universidade do Minho, António M. Cunha. 




Artículo Anterior Artículo Siguiente