El ideólogo Costa Silva dice que la administración pública portuguesa está "obsoleta"·

El ideólogo contratado por el Gobierno português para planificar la acción futura de reconstrucción de la economía, habla en profundidad sobre el asunto, este fin de semana, en el suplemento "Dinheiro Vivo" que ofrecen el Jornal de Notícias, de Porto, y el Diário de Notícias, de Lisboa, este en versión semanario (solo sale los sábados).

"A nossa administração pública está obsoleta"
António Costa Silva, consultor do governo para a recuperação económica e social no pós-pandemia
Em grande entrevista ao Dinheiro Vivo, consultor do governo para o relançamento da economia defende uma revolução nos serviços.
"Temos um problema com a nossa administração pública: tem áreas que têm muita qualidade e outras que deixam muito a desejar." Quem lança o alerta é António Costa Silva, consultor do governo para a recuperação económica e social no pós-pandemia, numa grande entrevista que pode ler no sábado no Dinheiro Vivo (nas bancas com o JN).
Preocupado com a forma como será aplicada a bazuca que foi aprovada nesta semana em Bruxelas - da qual cabem a Portugal cerca de 45,1 mil milhões de euros - incluindo 15,3 mil milhões em transferências a fundo perdido, no âmbito do programa para a recuperação, bem como 29,8 mil milhões em subsídios do orçamento da UE a longo prazo 2021-2027 - Costa Silva avisa que é preciso fazer uma revolução na administração pública que permita que estes apoios cheguem de forma ágil à economia.
E defende: "Quando há vários organismos envolvidos neste tipo de processos, deve haver um conselho para emitir a decisão."




Artículo Anterior Artículo Siguiente