Ainda a lutar contra a pandemia, Guarda prepara o futuro (Muda de ares!)

Gradualmente, o país -Portugal- e o mundo tentam recuperar da pandemia que assolou o planeta nos últimos meses. No concelhio da Guarda algumas medidas do programa de apoio à população (Salvaguarda) vão manter-se por mais algumas semanas até que o risco da Covid-19 seja francamente reduzido.
Não têm sido meses fáceis, contudo, a Guarda lançou a proposta de visitação do território em segurança “Agora já é tempo” destacando alguns dos locais mais aprazíveis, freguesias e aldeias históricas com tradições ancestrais que permitam aos visitantes usufruir da natureza e do património em segurança.

Já se sabe, os efeitos das medidas relacionadas com a pandemia estão a provocar imensas dificuldades às famílias e empresas por todo o mundo. A Guarda não é exceção. Mas, fruto de uma estratégia desenhada para minorar esses efeitos, o município tem vindo a promover algumas medidas que ajudem a superar esta fase. Medidas relacionadas com o Turismo, mas também com a atração de investimento e que damos conta delas, nesta mensagem.

A Guarda, enquanto cidade inteligente, irá desenvolver esforços para o desenvolvimento económico sustentável enquanto promoverá medidas de apoio social aos cidadãos para combater a desertificação, fortalecer a cultura, preservar as tradições, o património e a natureza.

PORQUE A GUARDA?

Município da Guarda está a elaborar Estratégia Local de HabitaçãoUm documento de planeamento estratégico de importância relevante em matéria de política de habitação para o Município. Trata-se de uma medida integrada na Nova Geração de Políticas Habitacionais que tem como objetivos fulcrais qualificar o tecido urbano e rural e priorizar as soluções habitacionais ao abrigo do Programa 1º Direito, Programa de Apoio ao Acesso à Habitação (D. L. n.º 37/2018, de 4 de Maio), que pretende apoiar e empreender soluções de habitação digna para pessoas sem recursos financeiros que lhes permitam ter acesso às habitações adequadas.
Para este diagnóstico e caracterização das carências habitacionais do concelho é essencial o contributo e a visão de diferentes atores, nomeadamente das Juntas de Freguesia, Conselho Local de Ação Social e Instituições Particulares de Solidariedade Social. Assim, e para que o documento consiga conciliar a audição de todos os interlocutores possíveis, o Município disponibiliza aqui, um inquérito ‘online’ com o objetivo de recolher informação credível que contribua para uma melhor definição das opções estratégicas que possam ter impacto significativo na definição das estratégias municipais de política local de habitação.

Guarda avança com ampliação da Plataforma Logística e investe mais de 1 Milhão
A obra, “Requalificação e Ampliação da Plataforma Logística da Guarda – 3ª fase”, corresponde a um investimento de mais de 1 milhão e 250 mil euros e compreende rede viária, plano de acessibilidades, rede de drenagem pluvial, rede de abastecimento de água, rede de drenagem de águas residuais, rede de incêndios, projeto elétrico e ITUR, rede de gás natural, arranjos exteriores e sinalização.
Recorde-se que a Plataforma Logística da Guarda integra a rede nacional de plataformas logísticas e é uma estrutura de operação internacional e um interface privilegiado para a atividade empresarial e industrial. Numa localização geoestratégica de excelência no âmbito ibérico e europeu, esta estrutura visa potenciar a circulação de mercadorias e as transações comerciais intensificando a importação e exportação, facultando também excelentes condições para a atuação nacional e regional.

Guarda avança com Estratégia para a adaptação às alterações climáticasA adoção de uma Estratégia Municipal deAdaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) surge no âmbito do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça, Espanha-Portugal POCTEP 2014-2020 | Cidades Verdes CENCYL e pretende promover, em todo o concelho da Guarda, uma resposta coerente às múltiplas problemáticas relacionadas com as alterações do clima, através de ações de gestão preventiva e adaptativa, valorizando o planeamento e sustentabilidade territorial, como fatores de resiliência climática, reduzindo as incertezas e antecipando os desafios dos próximos tempos.

Município e Altice assinam protocolo que assegura Rede Móvel nos PassadiçosA rede móvel irá ser assegurada em toda aquela zona, atravessando uma vasta área geográfica, abrangendo as freguesias de Videmonte, Maçainhas, Meios, Aldeia Viçosa e as Uniões de freguesia de Trinta e Corujeira e Mizarela, Pero Soares e Vila Soeiro. Ainda sobre este protocolo, o documento irá possibilitar a cooperação entre as duas entidades com vista à expansão da rede de fibra ótica no Concelho da Guarda e de utilização recíproca das condutas, pertencentes a cada uma delas.

Câmara da Guarda considera "marco histórico" o reconhecimento do Geopark Estrela pela UNESCO
"E, portanto, ter, neste momento, a chancela da UNESCO, é dizer ao mundo que existe em Portugal uma marca e um território que tem condições excecionais, extraordinárias, de beleza, de preservação da natureza, de sustentabilidade e que, neste momento, merecem, devem ser percorridas, conhecidas", justificou.
O autarca da Guarda lembra que o território possui "mais de 100 geossítios" e que compete aos residentes "encontrar mecanismos, metodologias, formas", para "potenciar" a riqueza que é reconhecida pela UNESCO.

Câmara da Guarda reagenda 7ª Feira Ibérica de Turismo para 2021O Município da Guarda tem confiança que em 2021, a Guarda e o país estarão prontos para receber as mais de 500 entidades Portuguesas e Espanholas inscritas na FIT 2020, assim, como Cuba, o País convidado e a Região de Ávila como destino de destaque.
A organização promete a 7ª FIT ainda mais fortalecida, dinâmica e, como não podia deixar de ser, com vincada participação ibérica, dando um contributo importante para o setor do turismo, nomeadamente para o Turismo de Interior.

Esplanadas na rua direita a partir de amanhã e até 31 de agostoA Câmara Municipal da Guarda decidiu encerrar a Rua Francisco de Passos (Rua Direita) ao trânsito diariamente entre as 11h00 e as 23h00, permitindo a colocação de esplanadas pelos restaurantes que ali funcionam.
Essa medida tinha sido pedida pelos empresários do setor [ver notícia anterior aqui], como auxílio à recuperação económica e forma de atrair visitantes ao Centro Histórico e o município acedeu.

Mude de ares, mude-se para a Guarda
A cidade da Guarda com o seu projeto de Smart City pretende promover-se como uma alternativa para quem está a sentir já as dificuldades e pressões das grandes cidades e malhas urbanas já densamente povoadas.
A cidade da Guarda, no centro do país português com ligações rodoviárias e ferroviárias à capital, é uma opção forte para reiniciar um projeto de vida condizente com os padrões atuais da sociedade em que a preservação ambiental, a circularidade e a sustentabilidade ganham força e espaço para promoção do desenvolvimento económico e social.







Artículo Anterior Artículo Siguiente