Metro de Porto habla de "clima de confianza" en su vuelta a la normalidad

La compañía del Metro que presta servicios en el Área Metropolitana del Grande Porto mostró su satisfacción este sábado por cómo han resultado las operaciones en estos primeros días, desde que el pasado día 4 se volvió a una cierta normalidad en el servicio. Lo explicaron así :
METRO EM "CLIMA DE CONFIANÇA"

USO MASSIVO DE MÁSCARAS E LOTAÇÃO ABAIXO DOS 20%
O balanço da primeira semana de operação do Metro do Porto após 4 de Maio, com a retoma de algumas actividades económicas, pode considerar-se muito positivo. As medidas de higiene e segurança adoptadas, associadas ao civismo e ao comportamento responsável demonstrado pelos clientes, resultaram no cumprimento rigoroso das regras sanitárias em vigor, quer quanto ao limite de lotação quer quanto ao distanciamento social. Confiança tem sido a palavra-chave nestes primeiros dias do “novo normal” do Metro do Porto.

Em termos gerais, são estas as principais conclusões:

- "A generalidade dos clientes usa máscara. Os poucos que não cumprem com essa regra, após serem informados pelas nossas equipas, adquirem equipamentos nas máquinas de vending instaladas nas Estações"(foram vendidas mais de 3.300 máscaras).

- A PSP não precisou de emitir qualquer multa por ausência de máscara.

- São raros os casos de passageiros que não apresentam título de transporte válido.

- As validações de títulos mostram um comportamento muito próximo do registado em meados de Março (o último dia com validação obrigatória e validadores ligados foi 17 de Março).

- O número médio de validações diárias está abaixo das 50 mil. Trata-se de menos de 20% do registo médio de validações em dia útil de Janeiro e Fevereiro (que foi próximo das 260 mil).

- As taxas de ocupação são bastante baixas e a distância normal entre passageiros situa-se acima de 1,5 metros em todas as linhas.

- A ocupação média em hora de ponta e nos troços mais sobrecarregados foi de 43 passageiros/veículos, bem abaixo do limite máximo de dois terços (que é de 140 passageiros/veículo). A lotação máxima verificada esta semana foi de 50 passageiros/veículo.

- A oferta está claramente acima da procura verificada.