El análisis del profesor Costa sobre un Braga que sigue cumpliendo sus objetivos

El Braga cumplió -con merecimiento- su objetivo : ganar en "A Choupana" (Imagen : S.C.Braga)

Como cada semana, vamos adelante con el análisis del profesor António Costa a la actualidad del Sporting de Braga... Dice así : 

A competição nacional

O assunto das competições europeias ficou arrumado, para o SC Braga, com toda a naturalidade. Tendo pela frente a AS Roma, de Paulo Fonseca, os Gverreiros do Minho viram chegar ao fim a sua aventura europeia da época 2020/2021, que foi confirmada no mítico Estádio Olímpico de Roma com uma vitória caseira por 3-1, com a coincidência de os arsenalistas terem sofridos golos nos minutos finais nos últimos três jogos disputados, algo que deve merecer uma maior concentração até ao apito final do árbitro em todas as partidas. Num balanço europeu global, o SC Braga atingiu o patamar mínimo exigido, que era passar a fase de grupos, uma vez que depois o sorteio seria aleatório e, para dificultar a tarefa minhota, os romanos calharam em sorte (ou azar), tornando a missão de passar a eliminatória muito complicada. Nos dois jogos a vitória foi italiana e justa, na minha opinião, pois a AS Roma era superior à priori e confirmou em campo, nas duas mãos, o favoritismo que lhe era atribuído. Para os registos fica mais uma boa presença bracarense nas competições europeias, pelo que esta derrota já pertence ao passado e deve fazer levantar de imediato os jogadores de Carlos Carvalhal.

Fica a nítida sensação de que a baixa competitividade da liga portuguesa, fruto da desigualdade de forças entre os diferentes clubes, e a forma contranatura como os treinadores abordam os jogos das suas equipas, depois se traduz em dificuldades acrescidas quando os confrontos europeus sobem de nível, algo que deve merecer uma reflexão alargada no futebol português, com tomadas de decisão urgentes, em vez de adiarem decisões oito ou dez anos, como aconteceu recentemente na centralização dos direitos televisivos.

A eliminação europeia do SC Braga deve ter sido um alívio para a SIC, que assim evita a chatice de se deslocar à província para transmitir os jogos bracarenses na Europa, uma vez que havendo mais competidores na Liga Europa a exclusão minhota das opções era evidente em todos as ocasiões. Ora, se alguém responsável pela estação televisiva não mandar alguém com responsabilidades no clube bracarense “abaixo de Braga” já será um bónus gentilmente concedido. Talvez esteja na hora de Braga e o Minho darem uma resposta à SIC, na sequência de algumas coisas negativas e lamentáveis, que passam para além do aceitável.

A competição nacional continua para a equipa de Carlos Carvalhal, e passou já hoje domingo pela visita à Choupana, para defrontar com merecido triunfo (1-2) precisamente o Nacional, para a liga portuguesa e continua já na quarta-feira, na visita ao Dragão, para disputar a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal.
Os jogos internos não serão finais, mas jogos importantes e este jogo frente ao Nacional foi mesmo um jogo muito importante, uma vez que permite ja chegar ao segundo lugar e encurtar distâncias para o primeiro. No desempenho na Choupana existiu coração e espírito Gverreiro; sensações positivas e destacáveis.

A meio da semana a deslocação ao recinto portista vale uma presença no Jamor, o que diz desde logo a elevada importância do acesso à final da “prova rainha” e que, por certo, todos os jogadores pretendem alcançar. A missão é complicada, mas perfeitamente alcançável para os bracarenses.

O futuro próximo vai permitir o alívio do apertado calendário, por vezes massacrante, que claramente foi mal planeado pelas entidades competentes, e permitirá, certamente, o tempo que o técnico minhoto tanto tem reclamado para a implementação de treinos aquisitivos. É que a integração dos elementos que chegaram em janeiro tem sido feita em competição, pelo que um maior tempo de treino e de descanso me deixa com perspetivas de um bom desempenho até final da época, olhando sempre para o jogo seguinte e deixando as contas para o fim, que se farão rapidamente com uma simples grelha Excel ou um papel e caneta. 







Um artigo do professor António Costa,
comentarista e sócio do Sporting Clube de Braga.
"O sítio dos Gverreiros” é uma coluna de opinião de assuntos relativos ao SC Braga, na perspetiva de um olhar de adepto braguista, com o sentido crítico necessário, em busca de uma verdade externa ao sistema. Cada semana no ZeroZero

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.