BREAKING NEWS
latest

468x60

header-ad

Agricultores de Portugal defendem o funcionamento de feiras durante o novo confinamento

A Confederação Nacional dos Agricultores de Portugal (CNA) defende o funcionamento de feiras e mercados durante o novo confinamento, sempre acautelando as condições sanitárias recomendadas pelas autoridades. Isto, alerta, “para bem de agricultores e consumidores”.

Em declarações enviadas à Rádio Vale do Minho, Laura Tarrafa, da direção da CNA lembra que “as feiras e mercados locais são espaços preferenciais de escoamento da produção agrícola familiar, garantindo a venda directa e preços mais justos para produtores e consumidores, livrando uns e outros do interesse especulativo com os preços dos alimentos”.

Mas não só. A responsável recorda que “contribuem ainda para a dinamização das economias locais e possibilitam à população o consumo de alimentos sazonais de qualidade, produzidos localmente e adequados à sua dieta alimentar. E ao funcionarem em espaços mais arejados, abertos ou amplos, sem os grandes aglomerados de outras superfíceis comerciais fechadas, dão também garantias de segurança”.

CNA reclama ao Governo de Portugal apoios adequados à Produção Nacional. Os sectores da Pecuária e do Vinho, em particular, avisa a CNA, também vão sofrer “uma nova machadada com
o encerramento ou diminuição da actividade da restauração”.

“A Agricultura Familiar enfrenta grandes dificuldades com preços baixos na produção e dificuldades de escoamento e os Agricultores não aguentam mais prejuízos! Por isso, a par das medidas para salvaguardar a saúde de todos, o Ministério da Agricultura e o Governo têm de tomar medidas efectivas para apoiar os Agricultores pela perda de rendimentos neste período tão difícil”, defende a dirigente.

A CNA reclama ainda que seja salvaguardada a circulação dos agricultores para as suas explorações e no âmbito da sua actividade, para que os trabalhos no campo não parem, para que não faltem cuidados aos animais e para que não faltem bons alimentos nas mesas da população.



« PREV
NEXT »