Radiografía al Sporting de Braga. O ano do centenário

"RIAS BAIXAS TRIBUNA" es una web que funciona sin ánimo de lucro alguno. Es de agradecer el interés que muestras por esta opción...


El profesor Costa
A data oficial de nascimento do Sporting Clube de Braga indica que o clube está em ano de celebrações do seu centenário de existência.

A cidade conhece dois movimentos distintos que defendem os anos de 1914 e 1919 como ano de nascimento do clube. Respeito os movimentos, que realizam até tertúlias periódicas sobre o assunto, mas até hoje não há qualquer alteração ao ano de fundação do clube, pelo que oficialmente continua a ser “a vinte e um, dezanove do um, que o meu Braga nasceu”.

A este propósito a letra do hino do clube já precisa de ser reformulada, felizmente diria eu, pois só existe referência ao “ano sessenta e seis” como sendo de conquista e neste milénio já entraram no clube mais uma Taça Intertoto, mais uma Taça de Portugal e duas Taças da Liga, sendo atualmente o SC Braga o Campeão de Inverno, título que irá muito justamente defender nos próximos tempos.

Assim, as celebrações do centenário foram negativamente influenciadas pela pandemia, pelo que as comissões convidadas para realizar determinados eventos festivos pouco mais têm feito do que um conjunto vazio, pelo menos aos olhares do público. Claro que a vontade seria deixar uma marca indelével nas comemorações de tão ímpar data, mas para já há outros cuidados que se sobrepõem a isso, a bem da Legião do Minho e da população em geral. Este vírus não é uma brincadeira e merece de todos nós uma postura responsável, uma vez que ataca cega e indiscriminadamente.

As obras na Cidade Desportiva continuam e dotarão o clube de melhores condições ainda, o que já mereceu o reconhecimento por parte da UEFA. Tudo continua de modo “indiferente” à polémica que surgiu com parte dos terrenos envolvidos. Aliás, se tivesse havido outros desfechos iniciais a parte envolvente do estádio poderia ter ficado com melhor aspeto do que ficou, pois quanto ao estádio propriamente dito nunca será uma coisa de agrado dos adeptos, acredito que na sua maioria, não passando de uma obra que permitiu ao seu autor ganhar prémios e lutas nos tribunais. Este assunto poderá ser analisado em detalhe noutra altura.

O SC Braga jogou na Grécia, frente ao AEK, com grande triunfo e apuramento que já poderia estar definido na jornada anterior, não fosse aquele golo do Leicester já depois de esgotados os descontos que o árbitro concedera, num jogo de elevada propaganda ao futebol. Mesmo assim, ficou bem evidente que nesse jogo estiveram as duas melhores equipas do grupo, ficando o SC Braga a dever a si próprio uma vitória, principalmente pelo que fez no primeiro tempo, onde não foi capaz de resolver o jogo. Mas o apuramento foi felizmente obtido na Atenas, verificando-se que estava perfeitamente ao alcance dos Gverreiros do Minho.

Na liga portuguesa surgiu um jogo frente ao Farense no meio de dois jogos europeus. Assim, olhando para a classificação, era de prever uma vitória tranquila do SC Braga, mas os algarvios não foram por aí e mostraram que jogam mais do que a classificação mostra.
Deste modo, o golo de Al Musrati a três minutos do fim valeu uma “goleada tangencial”, de elevado valor, bem espelhado na forma como foi festejado.

ANTÓNIO COSTA

Grandioso partido el que jugó Galeno en Grecia. (Imagen : SC Braga




No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.