La depresión Ernesto sacudirá más a Galicia aunque dará la lata en Portugal


EN GALICIA

O martes Galicia quedará na influencia dunha borrasca situada ao sur de Francia que enviará unha fronte nas primeiras horas do día. Así, os ceos estarán parcialmente cubertos, con chuvascos máis frecuentes e intensos no norte e leste da Comunidade. A cota de neve situarase arredor dos 900 -1000 metros. As temperaturas sufrirán un descenso, que será moderado nas mínimas e lixeiro nas máximas . O vento soprará forte do noroeste, baixando en intensidade co avance do día.

O mércores Galicia continuará na influencia das borrascas atlánticas, que enviarán unha fronte ao final do día. Así, comezaremos a xornada cos ceos nubrados e a partir do mediodía comezarán as chuvias polo oeste e pola noite chegarán a toda a Comunidade. As temperaturas mínimas sufrirán un lixeiro descenso, con xeadas en puntos do interior, e as máximas experimentarán un moderado ascenso. Os ventos soprarán moderados do suroeste, con intervalos fortes no litoral norte.

O xoves prevese a chegada dunha fronte polo oeste que arrastra moita humidade. Así agárdase unha xornada de ceos moi nubrados e chuvias xeneralizadas. As temperaturas mínimas ascenderán notablemente deixando unha xornada de moi pouca oscilación térmica. Os ventos soprarán de compoñente oeste moderados, baixando de intensidade co avance do día.

(In : MeteoGalicia.es


EM PORTUGAL
Alfredo Graça, de Tempo.pt, advirte que "Depressão Ernest traz frio, chuva, neve e vento forte!"
Depois da depressão Dora, chega até ao nosso país a depressão Ernest. Os efeitos desta tempestade serão sentidos em Portugal continental já a partir desta tarde. Onde terá mais impacto?.
Uma tempestade após outra, é assim que se pode resumir o estado do tempo nos últimos dias em Portugal continental. A depressão Dora deixou incríveis acumulados de neve em várias cidades das regiões Norte e Centro, inclusive em locais pouco habituais. Entretanto, uma poderosa tempestade que está a afetar França e Espanha, nomeada de Ernest, com ventos com força de furacão e ondas até 10 metros de altura, também será sentida em Portugal continental.
Por cá, os seus efeitos não serão tão adversos, mas ainda assim há que ter cautela. Os efeitos associados à tempestade Ernest começarão a ser notados já esta tarde, com a intensificação do vento, agitação marítima, precipitação (alguma sob a forma de neve) e descida das temperaturas.
Aguaceiros, ventanias e frio na primeira metade da semana

As primeiras linhas de instabilidade atmosférica já foram sentidas na madrugada desta segunda-feira, com céu muito nublado e ocorrência de chuva e aguaceiros que se foram sucedendo com alguma frequência nas regiões Norte e Centro. Entretanto, prevê-se queda de neve nas cotas acima de 1400 metros para o Norte e para o Centro, descendo gradualmente para os 1000/1200 metros, com emissão de aviso amarelo para a Serra da Estrela e noutros distritos no norte do país, como Bragança, Vila Real, Braga e Viana do Castelo.

O vento oeste soprará moderado, por vezes forte, ao longo do dia, tendo ativado aviso amarelo em vários distritos das regiões Norte, com rajadas que deverão superar os 70 km/h no litoral norte e parte do litoral centro (abrangendo o distrito de Coimbra) e até 100 km/h nas terras altas do Norte e do Centro. Além disso, foi também decretado aviso amarelo devido à agitação marítima, com ondas de noroeste de 4 a 5 metros de altura em parte do litoral ocidental, em distritos como Porto e Lisboa, que ficará em vigor até amanhã.

As condições meteorológicas, ainda sob a influência da tempestade Ernest, começarão a aliviar no final do dia de amanhã, feriado da Imaculada Conceição (8). O tempo previsto para amanhã contempla céu muito nublado e chuva fraca de norte a sul do país, exceto no distrito de Faro que deverá registar céu muito nublado. Poderão surgir algumas abertas ao longo do dia. O vento de Noroeste continuará a soprar moderado durante quase todo o dia, tornando-se fraco ao início da noite. No que diz respeito às temperaturas, registaremos, em geral, uma descida tanto das máximas como das mínimas. As mínimas baixarão até perto dos 0 ºC nos distritos de Bragança, Guarda, Vila Real e Viseu.

Já quarta-feira (9) será, segundo o nosso modelo de maior confiança, – o ECMWF – o dia mais estável da semana. Antecipa-se um cenário meteorológico com alguma chuva escassa, distribuída de forma irregular pelo território continental e céu bastante nublado. O vento soprará fraco no litoral oeste, passando a um regime moderado no final do dia.

Depois da depressão Ernest, mais intempéries na quinta-feira?

A partir de quinta-feira (10), estima-se uma subida notória das temperaturas, em especial das mínimas, acompanhada da chegada de frentes atlânticas que deixarão precipitação moderada, por vezes forte, em toda a região Norte, bem como nos distritos de Leiria e Coimbra e em alguns pontos do Alto Alentejo. O vento do quadrante oeste volta a intensificar nesse dia, soprando moderado, por vezes forte, em grande parte do país. É possível que surjam as condições meteorológicas ideais para alimentar outra intempérie com potencial para ser nomeada, mas ainda persiste alguma incerteza.
Para sexta-feira (11), o panorama será muito semelhante ao do dia anterior, com uma ligeira diminuição das quantidades de chuva previstas, estimando-se em geral, mais um dia de céu muito nublado, chuvoso e muito ventoso.

(In : www.tempo.pt/





No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.