Vergonzosa manipulación de diputada animalista en la TVI indigna al ingeniero J. Grave

En el canal de televisión português TVI (aún del Grupo Prisa) tuvo lugar un debate sobre la Tauromaquia, enfrentando sus opiniones el conocido y veterano periodista Miguel Sousa Tavares y una diputada del partido animalista radical PAN (recientemente noticia por una serie de disensiones, huidas y enfrentamientos internos).
El debate levantó indignación entre diversos sectores del sector taurino, por la serie de "barbaridades" aportadas en sus argumentos por la diputada -según denunciaron diversos colectivos-. Independientemente de que las opiniones de la diputada puedan o no ser compartidas, lo que no puede tolerarse -siendo condenable abiertamente- es la utilización de falsedades, la atribución -por ejemplo- a una persona conocida de frases que jamás pronunció, sino que en su día dijo todo lo contrario... Ante tal manipulación, el ingeniero Joaquim Grave, propietario de la famosa ganadería Murteira Grave, hizo pública una nota dirigida a la citada TVI. Otros represententes de colectivos taurinos también mostraron su profundo malestar a la TVI a través de varios posicionamientos públicos.

A Tauromaquia foi esta segunda-feira. tema de debate no Jornal das 8 na TVI, face às cinco propostas contra o financiamento público da Tauromaquia (na maior parte dos casos inexistente), que serão debatidas amanhã na Assembleia da República.
Miguel Sousa Tavares defendeu a Tauromaquia, e contra as Touradas esteve a Deputada do PAN, Inês Sousa Real.
No seguimento de algumas polémicas declarações efectuadas pela deputada animalista, o Dr. Joaquim Grave emitiu a seguinte declaração nas redes sociais:

À redacção do Telejornal da TVI.

Exmos Senhores,

No dia 6 de Julho de 2020 no telejornal das 20:00 h na TVI, a deputada Inês Sousa Real do PAN teve a ousadia de citar o meu nome como sendo uma autoridade na matéria de tauromaquia, na discussão com o jornalista Dr. Miguel Sousa Tavares.

De uma forma clara citou-me dizendo: “até o Joaquim Grave reconhece que o toiro sofre e que só investe porque está num recinto fechado e não tem opção de fuga”.

Sabendo que são completamente falsas as afirmações de que me responsabiliza, essa senhora só o terá feito de má fé; pelo exposto, sinto-me lesado porque usou o meu nome para mentir e denegrir a minha imagem, pelo que não posso deixar de exigir o direito de resposta com o mesmo destaque/visibilidade através do vosso meio de comunicação. Estou disponível para quando decidirem ser oportuno.

Ao longo da minha vida tenho afirmado e escrito por inúmeras vezes exactamente o contrário, pelo que a minha formação ética não pode calar esta tendência animalista que não se coíbe de mentir com total impunidade do alto da sua escassa representação parlamentar.

Joaquim Grave.
Galeana, 6 de Julho de 2020

Ingeniero Joaquim Grave, en una foto de "O Mirante", en
su finca de "Galeana" (Alentejo).