Se resiente notablemente el sector turístico en el Norte de Portugal este verano.

Va avanzando el Verano y en algunos lugares de Portugal de tradicional afluencia turística, la quiebra de visitantes alcanza tantos por ciento escandalosos. Es el caso de la ciudad de Braga, por ejemplo. El periòdico Correio do Minho dedica en su edición de hoy como tema central este asunto, con tres páginas reservadas para análisis y comentarios al respecto.

O sector do turismo em Braga
regista uma quebra que ronda os
80 por cento, face ao mesmo período
do ano passado, segundo o
vereador do turismo da câmara
de Braga. De acordo com Altino
Bessa é no sector da hotelaria
onde a quebra de receitas é mais
notória, com as reservas a situarem-
se em patamares muito
muito abaixo dos valores normais
para a época. Agosto, um
mês de férias e turismo por excelência,
apresenta-se ainda com
muitas incertezas que decorrem
“das muitas variáveis”, sendo a
principal a afluência de turistas
estrangeiros “que não depende
de nós”, destaca hoje o Correio do Minho.

A evolução da situação pandémica,
que coloca Portugal “à
margem do mundo” tem, segundo
o vereador do turismo da câmara
de Braga, prejudicada fortemente
a atracção de turistas.
Altino Bessa lança duras críticas
à forma como o governo está
a gerir a evolução da pandemia
sobretudo nas zonas em que o
número de casos é mais expressivo.
“Se tivéssemos um surto
no Norte, mas o resto do país
apresentasse melhores indicadores,
como aconteceu no início da
pandemia, de certeza que iriam
seccionar o país”, afirma o vereador,
considerando que perante
o aumento de casos na região
de Lisboa e Vale do Tejo o governo
deveria privilegar as restantes
zonas para as rotas turísticas.
“Deveria haver uma recomendação
de que, tirando Lisboa e
Vale do Tejo, todo o país está em
condições de receber turistas”,
avança Altino Bessa, frisando
que há um tratamento “diferenciador,
como é habitual”.
“Se fosse ao contrário tenho a
certeza de que isolavam o Norte
e tentariam libertar o país, nomeadamente
Lisboa e Vale do
Tejo. Está-se a prejudicar o país
todo por causa de uma região”.

Para promover Braga, assim
como a região Norte, a câmara
de Braga está a integrar a acção
promocional levada a cabo pela
Entidade Turismo Porto e Norte
de Portugal.
“Braga é seguramente uma das
melhores cidades para receber
turistas, com uma excelente
oferta, com rácios epidemiológicos
baixos em relação à média
nacional, uma área envolvente,
nos concelhos vizinhos, também
com uma oferta de turismo de
natureza e turismo de praia”,
continua o responsável dirigindo-
se sobretudo aos turistas nacionais
que ainda não visitaram
a cidade ou o fizeram há já muito
tempo e que têm agora uma
oportunidade para “fazerem férias
cá dentro”

En la portada del Correio do Minho, esta imagen y este titular

Artículo Anterior Artículo Siguiente