Director de Marketing del grupo Sonae advierte que las marcas van a tener que reinventarse

En la revista Briefing, el director de Marketing del importante grupo português Sonae (hipermercados Continente entre otras marcas) advierte que, con la que está cayendo, las marcas van a tener que reinventarse.

“Acreditamos que o Continente sairá ainda mais forte, mais resistente e confiante no futuro”. As palavras são do diretor de Marketing da Sonae MC, Tiago Simões, e rematam uma entrevista a propósito da resposta da marca à pandemia de Covid-19, na qual defende que as marcas têm de se reinventar e realinhar estratégias.

Briefing | Qual o desafio de manter as lojas a funcionar, primeiro, num momento de alguma “corrida” e, depois, num momento de gestão das entradas e gestão dos próprios stocks?

Tiago Simões | Mais do que nunca, o desafio da distribuição alimentar é fulcral. Desde o início que as equipas das lojas Continente estão empenhadas e mobilizadas em manter a atividade com a máxima normalidade.
A nossa preocupação passa por tranquilizar os portugueses em vários aspetos. Por um lado, mostrar às pessoas que não há falta de alimentos e tentar evitar situações de açambarcamento, pois são essas que podem, eventualmente, causar constrangimentos na operação; por outro lado, criar mecanismos de segurança nas nossas lojas que ofereçam confiança aos clientes na hora de fazerem as suas compras e aos colaboradores durante a sua jornada de trabalho. Desde as limitações ao número de pessoas no interior das lojas, às distâncias de segurança, à desinfeção e higienização de carrinhos, cestos e zonas comuns, aos vidros de proteção nas caixas registadoras e no apoio ao cliente, o Continente em vindo a implementar uma série de medidas alinhadas com as recomendações da Direção-Geral de Saúde, para tranquilidade de todos. A prioridade da Sonae MC é sempre a segurança de colaboradores e clientes para continuar a #AlimentarPortugal.

O Continente foi das primeiras marcas a colocar no ar uma campanha de reação ao contexto. A forma de comunicar mudou? 

Trata-se de uma campanha institucional com uma mensagem de coragem, apoio e segurança para os portugueses e todos os profissionais da indústria que têm dado tudo pelo nosso bem-estar nos últimos tempos tão difíceis.
A mensagem da campanha é “Para o bem de todos, o melhor de cada um” e pede aos portugueses que continuem a ser responsáveis neste momento pois, se derem o seu melhor, todos sairemos bem. A campanha agradece também a todos os profissionais (nossos e da concorrência) que, nestes tempos de adversidade, têm trabalhado diariamente para que os Portugueses possam continuar a abastecer-se nas lojas.
A forma de comunicar é diferente, porque o mercado e os consumidores estão diferentes e é uma mudança que terá repercussões a longo prazo. As marcas têm de se reinventar, de alinhar novas estratégias e parcerias.

TIAGO SIMOES ( Imagem : Briefing