6 test, 50 días de reclusión y sigue en las mismas... el caso del humorista Fernando Rocha

Que el Covid-19 produce situaciones de lo más extraño, no hay dudas. Que se lo pregunten al humorista português Fernando Rocha que, encerrado en casa hace ya semanas y semanas, no es capaz de sonreir cada vez que le hacen un test, porque este siempre -van ya seis veces- le da positivo... Y el hombre, claro está, empieza a estar hasta las narices preso por una situación en la que...

O humorista está "estável e sem sintomas do vírus" há varias semanas, mas continua a testar positivo. O caso está a levantar dúvidas na equipa médica.
Já passaram quase 50 dias de isolamento, seis testes à COVID-19 e o resultado continua a dar positivo. O humorista Fernando Rocha ainda não está livre do vírus apesar de durante todo este tempo ter seguido o confinamento e as recomendações do Hospital Santo António, no Porto.
Todas as semanas Fernando Rocha faz um novo teste para estar a par da evolução clínica, apesar de a Direção-Geral de Saúde recomendar apenas um teste para doentes menos graves, dirigindo-se à unidade hospitalar com todas as precauções: "Tenho de ir ao hospital, sozinho, com luvas e máscara e faço o exame no carro", contou o humorista ao jornal "Correio da Manhã".

O mesmo refere que se mantém "estável e sem sintomas do vírus" há varias semanas, mas o facto é que por seis vezes o resultado deu positivo, ainda que pelo meio um deles tenha dado negativo. "Ao dar negativo eles disseram 'então venha cá amanhã fazer outro porque se der negativo quer dizer que o senhor está curado'", disse numa entrevista à SIC.
Contudo, aquele era um falso negativo e o vírus continua presente: "Os médicos disseram que tenho vestígios de vírus no meu corpo mas nem existe risco de contágio por estar demasiado fraco, débil e inativo. O vírus irá acabar por sair, através das fezes e da urina, por isso é que fui aconselhado a beber muita água nesta fase para limpar o organismo", disse Fernando ao "CM".
Sendo este um quadro clínico fora de normal, os médicos que acompanham o humorista pediram-lhe para recolher sangue para análise para que o seu caso possa ser estudado com o objetivo de ajudar na luta contra o vírus, sobre o qual parece haver ainda muito por descobrir.

Fernando Rocha