El Nacional de Madeira, primer club portugués que vuelve a los entrenamientos

La web del semanario Expresso recogió hace unas horas la vuelta a los entrenamientos de un primer club portugués, el Nacional de Madeira. Sobre ello, el veterano jugador Rubén Micael hizo una valoración positiva en el canal de televisión del club, en NTV, y dice que hace bien el club madeirense en volver a la preparación.

O Nacional da Madeira foi o primeiro clube português a voltar aos treinos no relvado, esta segunda-feira, e o capitão da equipa, Rúben Micael, elogiou a medida, apesar de ainda vigorar o estado de emergência em Portugal. "É sempre bom. Estar estas semanas em casa e não fazer aquilo de que mais gostamos é difícil. Voltar e sentir o cheiro da relva dá sempre outro alento. Foi muito bom. Sabemos que temos de estar separados, um em cada meio-campo, mas é muito bom voltar aos relvados", disse o médio do Nacional e refere o Expresso Tribuna.

Por cautela, o treino ainda é feito de forma individual, pelo que Rúben Micael diz que todos os jogadores estão tranquilos em relação ao regresso à Choupana. "Estamos confortáveis, sentimo-nos bem. O clube informou-nos que ia avançar para esta situação. Antes de sairmos de casa somos obrigados a tirar a temperatura e enviar para o médico, depois chegamos cá e sentimos que está tudo desinfetado", explicou. "O treino individual não é a mesma coisa que o treino conjunto mas ajuda bastante. Para fazer a corrida na rua corremos mais riscos. Aqui não. E para quem já foi operado aos joelhos é uma vantagem muito grande treinar no relvado, porque correr no alcatrão traz muitas dificuldades. Acho que é mais seguro estarmos aqui, se a lei o permite", opinou.

Para o internacional português de 33 anos, o Nacional fez bem em voltar já ao ativo, tal como estão a fazer os clubes da Bundesliga. "Se formos ver, na Alemanha já estão praticamente todos os clubes a fazer este tipo de trabalho e a situação de covid-19 lá é muito pior. Acho que o Nacional está de parabéns e esperemos que outros possam olhar para o exemplo do Nacional, e praticar em segurança", concluiu.

Ruben Micael