Puente aéreo entre Porto y Madrid (6 frecuencias diarias) y nueva línea entre Santiago de Compostela y Lisboa

Tras haberse cargado, sucesivamente, los enlaces aéreos entre Lisboa y Vigo y Lisboa y A Coruña, ahora, la transportadora aérea portuguesa TAP nos anuncia una línea nueva en el 2020 entre Santiago de Compostela y Lisboa. ¿Olfatearon lo del Año Santo inminente...?.
Embraer 190, de 107 plazas, que previsiblemente
cubrirá la ruta entre Lisboa y Santiago de Compostela
Sea como fuere, ha sido el "Jornal Económico" el que ha destapado las novedades de la TAP que, al parecer, no son pocas...

No novo plano de rotas para 2020, a TAP prevê a criação de duas novas pontes aéreas entre as duas principais cidades portuguesas, Lisboa e Porto, e a capital espanhola, Madrid.
“No Porto, entre 2017 e 2018, a TAP registou um aumento de 20% em número de passageiros, ultrapassando pela primeira vez a marca dos dois milhões. As perspetivas são igualmente positivas para este ano de 2019, considerando que, entre janeiro e julho, a TAP está já a crescer 11%”, revela a companhia aérea nacional portuguesa, em comunicado.
Segundo a TAP, estes são “números de sucesso, que permitem à TAP, em 2020, implementar ajustes na rede do Porto, com o objetivo de redirecionar a capacidade para mercados onde a competitividade da companhia seja maior”.

“Assim, a TAP redireciona a capacidade dos voos Porto-Barcelona e Porto-Lyon, suspendendo a operação nesses mercados, que conta com ampla oferta da concorrência, para construir a novíssima ponte aérea entre Porto e Madrid, que contará com seis frequências diárias, mais que o dobro da oferta atual. Permite ainda aumentar as ligações entre o Porto e o Funchal com mais um voo diário, a meio do dia, operado no novo Airbus A321neo Long Range e fazer a operação diária do Porto-Newark (EWR) e a quarta frequência semanal Porto-São Paulo”, explica o referido comunicado.
Ainda a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, está previsto que a ponte aérea a jato para Lisboa ganhe mais uma frequência diária em relação ao verão de 2019.
“Com estes ajustes, a TAP aumenta ligeiramente as frequências no Porto em 2020 e assegura o espaço reconquistado nos últimos dois anos”, garante a administração da companhia.

No aeroporto da capital, está previsto um fortalecimento contínuo do ‘hub’ aeroportuário.
“Em Lisboa, o número de passageiros continua também a subir: 8,8%, entre 2017 e 2018, e, este ano, já com um crescimento de 6%. À saída da capital portuguesa, a capacidade dedicada a Estugarda, Colónia e Basileia, será redirecionada para outros mercados”, sendo as referidas rotas canceladas.
A empresa liderada por Antonoaldo Neves adianta que “será criada uma nova ponte aérea ligando Lisboa a Madrid”.
“Além disso, a TAP lançará uma nova rota para Santiago de Compostela, e reforça outras ligações a Espanha, acrescentando voos diários entre Lisboa e as cidades de Barcelona (seis para sete diários), Bilbau, Valência e Málaga (todos de dois para três diários), e Sevilha (de três para quatro voos diários)”, revela a TAP.
A companhia aérea nacional portuguesa acrescenta que também Casablanca, a maior cidade de Marrocos, “contará com mais uma frequência diária à saída de Lisboa, melhorando assim a conectividade com a rede intercontinental da TAP”.
“A rota de Telavive, que abriu este ano, é um sucesso comprovado, motivo pelo qual a companhia aposta agora em dois voos diários, em vez de apenas um, e ambos com o moderno A321 Long Range, permitindo assim melhor conectividade de Israel com os Estados Unidos e Brasil”, assegura a TAP, acrescentado que a transportadora aérea passará também a voar para Moscovo com A321LR, “permitindo corresponder às exigências de conforto dos passageiros que voam para aquele destino”.
“A aposta em equipamentos mais modernos, eficientes e confortáveis, permitem também que a TAP consiga, já este ano, disponibilizar os novos A330neo aos passageiros que voem para Luanda, a partir de outubro e, até final do ano, para os passageiros que voem para Maputo”, assegura a administração da companhia aérea nacional lusitana.



Copyright © RÍAS BAIXAS TRIBUNA. Designed by OddThemes